Visita guiada

Breve apresentação histórica

A Sé do Funchal é o monumento de maior valor que a Região Autónoma da Madeira possui. Foi construída no último quartel do séc. xv e na primeira metade do séc. XVI, no reinado de D. Manuel, o qual colocou muito empenho na sua construção, oferecendo ainda muitas das obras ali existentes.

A Sé foi sagrada (dedicação) em 18 de Outubro de 1517, por D. Duarte, Bispo de Dume, enviado pelo primeiro Bispo da Diocese do Funchal, D. Diogo Pinheiro, prelado que nunca se deslocou a Madeira.

A Catedral tem a orientação litúrgica Este-Oeste, em forma de uma cruz latina (a cabeceira, o transepto, duas naves, a torre, o exterior e os anexos.


A FACHADA é construída em três panos, sendo o central em cantaria do Cabo Girão, no qual se recorta um portal gótico de oito arquivoltas, sendo o exterior em carena e prolongando-se, no cimo, num nicho que envolve uma custódia. É encimado pelas armas de D. Manuel. Este pano, é dividido em dois corpos que estão separados por uma faixa saliente. A parte superior e rematada por empena aguda, tendo no seu vértice uma cruz da ordem de Cristo. Possui ainda este corpo uma bela rosácea.

Os panos laterais são em alvenaria caiada, cegos e rematados no exterior por fortes cadeias de cantaria regional.

A ENTRADA é coberta por um coro que foi construído no ano de 1794. Possui uma importante pia de água benta em mármore que é do séc. XVIII, e tem ainda como pormenor importante e notável a porta, de madeira, original.


Este instrumento, desde a sua aquisição, foi várias vezes intervencionado. Foi construído em Inglaterra no ano 1884, por encomenda de um médico inglês que residia na Madeira e que também se dedicava à arte organística. A dada altura, este médico decidiu oferecê-lo à Igreja Anglicana.

Torre da Sé

05-09-2020

A torre, elevando-se a cerca de 55 m de altura, possui quatro pisos com cobertura de abóbadas nervadas e janelas para nascente, sendo o último ocupado pelos sinos, com sete janelas sineiras. O pequeno terraço superior sobre o andar dos sinos encontra-se praticamente rematado ao gosto dos castelos medievais templários, indiciando uma campanha de...

Esta pintura mural pintada afresco que se encontra na Sé Catedral do Funchal representa Adão e Eva no paraíso, foi originalmente executada para decorar as paredes de uma ante-sala que dava acesso à Sacristia que infelizmente foi demolida na década de 80, ficando apenas como referência estas duas paredes com frescos.

TETO DA CATEDRAL - É um teto riquíssimo, de grande valor artístico, de alfarge, que cobre as naves e o transepto. É construído com o precioso e odorífico cedro da ilha (o juniperus Orycedrus), em estilo Mudéjar. É o teto mourisco mais belo e mais rico que foi construído na ilha da Madeira e talvez mesmo em Portugal. Alguns peritos...

O Púlpito

01-09-2020

OS LUSTRES E O DOCEL DO PÚLPITO são do séc. XVIII (1790). Os lustres são do Mestre José Joaquim do Espírito Santo e o docel é do entalhador Estêvão Teixeira de Nóbrega.6.1. O Púlpito faz parte de uma das muitas obras dadas por D. Manuel. Encontra-se construído na nave central, no lado do Evangelho (composto por púlpito propriamente dito, a...

OS ALTARES DAS NAVES LATERAIS Foram mandados construir na última década do séc. XVIII e princípio de oitocentos, em substituição dos que existiam no transepto.

ALTAR DO SENHOR JESUS - Último quartel do séc. XVII . Altar estilo renascença. Existe um crucifixo grande (restaurado em1997) e quatro tabuas flamengas - uma Adoração dos reis, o encontro de S. Joaquim e Santa Ana, Uma Fuga para o Egipto e uma circuncisão, e ainda três telas- a Ressurreição de Cristo, um S. Pedro e um S. Paulo....

3. ALTAR DE SANTO ANTÓNIO- (SEC. XVIII) - A talha é barroca, dourada e policromada, aparecendo as colunas salomónicas, ornadas com folhas, flores, anjos, aves e cachos de uvas. Tem a escultura de Santo António (restaurada no início de 1995), a escultura de S. Brás (restaurada em 1994),4 tábuas pintadas e 2 telas do séc. XVII.Este altar foi...

2. A CABECEIRA é formada pela capela-mor e por dois absidíolos: a Capela do Amparo (hoje conhecida também como a Capela de N Srª de Lourdes) e a Capela do Santíssimo.

"É Jesus a felicidade que buscais" S. João Paulo II